Paulo Moraes, PMP

Candidato:
Conselho de Governança
2020/2021
PMI ID: 603577

Bacharel em Administração de Empresas com MBA Executivo Internacional em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas, iniciou sua carreira profissional como técnico em eletrônica formado pelo Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo.

Mantém a certificação PMP desde 2005. Total de mais de 20 anos de experiência na gestão de programas voluntários sem fins lucrativos tendo atuado ou atuando no PMI São Paulo, na ASUG Brasil (America ́s SAP User Group) e na SUGEN Alemanha (SAP User Group Executive Network), incluindo por exemplo iniciativas para pessoas sem emprego (Programa EsperanSAP), objetivando melhorar a qualidade de vida dos indivíduos e da sociedade.

Eleito por três vezes para cargos voluntários no PMI São Paulo atuando como Diretor de Estudos Técnicos (2x) e Vice-Presidente de Operações (1x), atualmente é o Diretor de Relações Internacionais eleito na ASUG Brasil e Membro eleito do Time Central de Líderes da SUGEN na Alemanha .

Professor há dez anos em cursos de MBA focados em gerenciamento de projetos. Atua na área de Tecnologia da Informação em cargos de gestão há mais de vinte anos e há sete anos é o Diretor de Tecnologia da Informação América Latina para a Lufthansa Services GmbH – LSG Group, tendo trabalhado em projetos em companhias multinacionais e nacionais de médio e grande porte tais como FORD, Prológica, Mannesmann, Siemens, Goodyear, Indra e Grupo Lufthansa, envolvendo equipes multifuncionais em países da América Latina, América do Norte e Europa, principalmente Argentina, Brasil, Chile, Colombia, Mexico, Peru, Venezuela e Alemanha onde residiu em 2016-17.

- liderei por dois anos a criação de artigos técnicos para agregar valor aos associados, auxiliando os coordenadores dos grupos de discussão – de 2005 a 2007;

- Em janeiro de 2007 publiquei a tradução para o português do Brasil do Código de Ética e de Conduta Profissional do PMI (Tradução para a língua portuguesa do texto “PMI CODE of ETHICS and PROFESSIONAL CONDUCT”, Original em inglês publicado no Jornal PMI TODAY - edição de Dezembro de 2006);

- Em 2009 re-impulsionei a iniciativa do Branch do Vale do Paraíba.

- Em 2015 formalizamos a criação do primeiro Branch junto ao PMI, o Branch de Campinas

- Impulsionei as iniciativas para a criação de outros Branches como por exemplo o de Ribeirão Preto, Bauru e Presidente Prudente.

- Liderei a realização de mais de cinquenta eventos.

- Na minha segunda gestão (2011-2012) ultrapassamos a marca de 3.000 associados.

Reuniões mensais com a Diretoria para aconselhamento e acompanhamento

Verificação do Portafólio de Iniciativas do Capítulo, com dados sobre resutados e entregas e avaliações semestrais do conselho.

Além disso, pretendo contribuir utilizando todas as minhas experiências adquiridas em trabalhos voluntários, acadêmicos e na minha carreira profissional, tanto no PMI São Paulo como na ASUG Brasil e na SUGEN na Alemanha, sempre alinhado e respeitando os regulamentos tanto do Capítulo São Paulo quanto do PMI em geral, para ajudar a Diretoria a:

- Disponibilizar de maneira simples e rápida a maior quantidade possível  decompetências de altíssima qualidade aos associados de forma tal que estes possam utilizá-la em seu dia a dia;

- Proteger o bom nome do PMI e levar a Instituição a ser ainda mais reconhecida no mercado;

- Aumentar o valor agregado aos associados do capítulo.

Para alcançar os objetivos acima pretendo:

1 – aconselhar o aproveitamento de todo o potencial do novo portal do capítulo e buscar por oportunidades de melhoria e implementá-las;

2 – aconselhar a diretoria a implementar métricas, indicadores e “acordos de níveis de serviços” que regulem e informem precisamente e frequentemente a performance das iniciativas do Capítulo;

3 – aconselhar a diretoria a buscar alinhamento no mercado de forma a trazer empresas que estejam dispostas a agregar conhecimento aos associados;

4 – aconselhar a diretoria a realizar semestralmente uma pesquisa com o objetivo de conhecer a opinião de todos os stakeholders e traçar planos de ações para executar melhorias adequadas.

5- conduzir as ações do conselho com ética, responsabilidade e diligentemente alinhado às regulamentaçoes do Capítulo e do quartel general do PMI.

TOP